sábado, 11 de julho de 2009

[Alto-Giro] Jaguar XJ 2010




Todos reconhecem um Jaguar quando avista um na rua! Mundialmente conhecido pelo seu desenho clássico, mas muito esportivo e esguio, o XJ conquistou grande respeito e consideração de muitos entusiastas, especialmente pela pureza de suas linhas e fidelidade da sua proposta esportiva refinada. Mas isso pelo jeito não era o suficiente para o publico em geral, e suas vendas refletiam tal fato.


Assim, após diversas gerações, mas sempre seguindo o mesmo estilo desde a sua criação, em 1968, o Jaguar XJ recebe finalmente uma nova versão que rompe com seu consagrado estilo clássico e aponta para um novo direcionamento de design da empresa, iniciada pelo seu irmão menor, o XF.




E assim, a Jaguar introduz o XJ 2010!
O primeiro Jaguar da era Tata Motors, segue claramente as influências estilísticas do XF. Esse direcionamento com certeza deve ser benéfico para o caixa da empresa, uma vez que as vendas do XF estão em alta, principalmente na Grã-Bretanha. Na visão deste autor, no entanto, já fica um pouco a saudade da tradição e fidelidade às clássicas linhas esportivas que sempre foram característica do modelo. Não que o novo modelo seja mal-desenhado - longe disso! Porém, eu esperava sinceramente que a Jaguar, mesmo sob o controle da Tata, mantivesse sua linhagem e pudesse relançar um XJ que fosse uma evolução das gerações anteriores - estava ansioso por esse lançamento, inclusive! O rompimento das linhas do XJ é semelhante de como seria se o Porsche 911 abandonasse sua silhueta clássica para adotar um perfil mais moderno. Acredito que, em muitos casos, a tradição e a história automotiva valem muito mais do que simplesmente mais caixa na conta da empresa. Mas, isso é uma visão utópica de alguém que gosta de carros. E, claramente, não estou em nenhuma posição gerencial / diretora de nenhuma multinacional do ramo automotivo!


O novo XJ é um carro completamente novo! Apesar de deixar a tradição anterior, é uma bela interpretação de um sedã Jaguar esportivo atual. A frente é claramente inspirada no XF, o que é ótimo! Apresenta, desse modo, um design bem agressivo e elegante. A grade cromada produz um belo efeito estilístico. Em relação ao XF, tem-se a impressão da grade estar maior e em posição mais levantada, além dos faróis parecerem estar mais rebaixados. Ainda continuo achando o XF mais equilibrado e atraente, mas este XJ está indiscutivelmente muito bem executado. A lateral é caracterizada por uma linha que começa na dianteira, antes dos faróis, e percorre toda a carroceria até terminar na traseira.

Sua traseira é a parte menos atraente do carro. Com um design mais convencional, destoa um pouco da agressividade da parte dianteira e passa a impressão de um carro massudo e pesado. Mas mesmo assim, não deixa de ter desenho elegante e de bom gosto. Tem a coluna C escurecida, o que leva à impressão de ter a janela traseira mais larga. Sua lanternas verticais lembram a de alguns outros carros, como o Kia Amanti (Opirus), Lincoln MKS, Lancia Thesis, Lancia Delta, Hyundai Equus conceito, e até um pouco do Maserati Quattroporte.



Seu interior é nada menos que espetacular! Como era de se esperar de um autêntico Jaguar, abusa-se de materiais nobres. A faixa de madeira nobre que percorre toda a extensão do painel, e se une às portas, produz um efeito sensacional, dando amplitude e classe ao interior. Nesta nova iteração do XJ, a Jaguar até aposentou o tradicional câmbio automático com trilho em forma de "J", introduzindo o seletor rotatório do câmbio, como no XF. Aliás, o painel do XJ , com seu tema oval, é até mais esportivo do que o painel do XF. A plaquinha no centro do painel, onde na foto acima se está escrita "Jaguar", é possível para os proprietários personalizarem com as inscrições que quiserem.

Com a oferta de motores revisada, passa a oferecer 385 hp na versão de entrada, sem sobrealimentação, ao custo de US$ 72.500, nos Estados Unidos. A versão intermediária, com compressor, têm ótimos 470 hp, por US$ 87.500. Já o XJ SuperSport, top de linha, oferece impressionantes 510 hp (se prepara, M5..) pelo preço de US$ 112.500.
Todos os motores tem litragem de 5.0L, sendo que as diferentes potências são alcançadas pela sobrealimentação aplicada.

Para comparação, nos EUA, seus concorrentes principais são:
  • Mercedes E550: V8 5.5L 382 hp - US$ 63.200
  • Mercedes CLS550: V8 5.5L 382 hp - US$ 70.700
  • Mercedes CLS 63 AMG: V8 6.2L 507 hp - US$ 96.300
  • Mercedes S550: V8 5.5L 382 hp - US$ 89.350
  • BMW 550i: V8 4.8L 360 hp - US$ 60.400
  • BMW M5: V10 5.5L 500 hp - US$ 85.500
  • BMW 750L: V8 4.4L 400hp - US$80.300
  • Audi A8: V8 4.2L 350hp - US$ 77.900
  • Audi S8: V10 5.2L 450 hp - US$ 96.200
  • Lexus LS460: V8 4.6L 380hp: US$ 64.152
  • Maserati Quattroporte: V8 4.2L 400hp: US$ 122.300
  • Porsche Panamera: V8 4.8L 400 hp: US$ 89.900
  • Porsche Panamera Turbo: V8 4.8L 500 hp: US$ 132.600
  • Aston Martin Rapide: ??
É possível ver que o Jaguar está muito bem colocado diante da concorrência. Talvez os carros que mais ameacem suas vendas sejam o novo Porsche Panamera e o Aston Rapide.

De qualquer maneira, desejamos à Jaguar muito sucesso com seu novo lançamento, e que, mesmo deixando um pouco sua tradição de lado, possa recuperar-se financeiramente com boas vendas deste novo XJ!

Pra terminar, alguns vídeos do XJ já avistado nas ruas!





4 comentários:

  1. Cara, mandou muito bem! Bela análise do lançamento. Só acho que ele não concorre diretamente com Série 5 e Classe E. Na prática, acho que vai até roubar compradores desse segmento, por causa do preço, mas em tamanho e sofisticação, a Jag tá mirando diretamente em Classe S/Série 7, né?

    Achei o interior sensacional, muito bom gosto. Esses bancos de couro claro com a costura escura são muito bonitos. O volante ficou bem legal, o cubo me lembra levemente os das Lambo.

    A frente achei que ficou mais bonita que a do próprio XF, mas no geral, me pareceu um pouco desproporcional. Tipo XF esticado, mesmo. A traseira destoa, senti falta da inscrição "JAGUAR".

    Acho que muitos dos compradores tradicionais vão torcer o nariz, mas pelo menos a Jaguar tá se mexendo pra tentar conquistar novos clientes.

    WS

    ResponderExcluir
  2. belo post, xineis!!

    bem jornalístico, como sempre!

    gostei mto da frente....mais agressiva q a do XF

    a traseira me lembrou mesmo a Quattroporte

    acho que ficou muito suave a queda so porta malas....por isso ficou meio "massudo"...pra mim deveria ser mais empinada e definida essa linha horizontal do porta malas

    e o interior BEM mais loko q o do XF

    bela contribuição com os videos de flagras!!

    ResponderExcluir
  3. valeu mesmo pelos comentários!!! =)

    bom, vamos lá:
    o XJ nunca teve uma classe muito bem definida... em termos de preço, sempre esteve posicionado entre a série 5 mais completa e a série 7. Algo como o Lexus LS, em termos de posicionamento de mercado (e só isso!! hehe)

    Então, a Jaguar agora moveu o XJ upmarket, sendo que, como deu pra ver, agora está no preço do S e do 7.

    Mas mesmo assim, acho que seus concorrentes não são esses carros. É por isso que eu falei sobre o Panamera e o Rapide. Acho que na verdade, o concorrente mais próximo atualmente é o CLS 63, mesmo sendo o XJ bem maior.

    Esse carro tá sensacional, só a traseira está... estranha. Não está feia, mas destoa. Acho bom terem tentar diferenciar do XF, mas podiam ter acertado melhor.

    De qualquer maneira, espero q esse carro consiga reerguer a Jaguar! Acho que méritos, ele tem pra isso!

    abs

    ResponderExcluir
  4. I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.


    Wilson

    http://cardrawing.net

    ResponderExcluir